Crítica | O Mecanismo – Netflix acerta em série polêmica e competente

No último dia 23 de março  chegou a Netflix, O Mecanismo, inspirada nas investigações da operação Lava-Jato, criada por José Padilha e Elena Soárez, dirigido por José Padilha, Felipe Prado, Marcos Prado e com roteiros de Elena Soárez. 

Marco Ruffo (Selton Mello) é um delegado aposentado da Polícia Federal obcecado pelo caso que está investigando. Quando menos espera, ele e sua aprendiz, Verena Cardoni (Carol Abras), já estão mergulhados em uma das maiores investigações de desvio e lavagem de dinheiro da história do Brasil. A proporção é tamanha que o rumo das investigações muda completamente a vida de todos os envolvidos.

A atração criou bastante polêmica, chegando a fazer com que políticos se manifestassem contra o diretor, ameaçando inclusive processar a Netflix. Apesar de usar nomes fictícios, pelas características dos personagens fica fácil identificar em quem são inspirados. Mostrando os bastidores do maior caso de corrupção na história do país, a série expõe de forma corajosa todos os envolvidos no crime.

O Mecanismo conta com atuações competentes, porém o destaque fica para o ator Enrique Diaz que faz o doleiro Roberto Ibrahim, um dos líderes do esquema. Sabendo como funcionam as coisas no país, ele tem certeza que sairá ileso de tudo e por conta disso está sempre sereno. Frio, é irônico quase o tempo inteiro, afrontando os policiais. Carol Abras também faz um belo trabalho e se mostra com até mais protagonismo que Marco Ruffu, interpretado por Selton Mello, que se torna uma espécie de mentor.

A estrutura lembra muito outros trabalhos de Padilha, principalmente Tropa de Elite, com o protagonista narrando os fatos e os bordões característicos. Por se tratar de uma série política, tal qual House of Cards, ela anda devagar, porém em nenhum momento deixa de ser interessante. A maneira que a corrupção e os esquemas no país são mostrados prendem a atenção do público e na medida que a operação avança e mais problemas surgem, a tensão cresce fazendo com que o interesse aumente cada vez mais.

O Mecanismo nos mostra que pouco importa o lado, a corrupção no Brasil existe desde a chegada dos Portugueses no país e atinge todas as áreas da sociedade. Uma Grata surpresa da Netflix, mostrando que é possível criar conteúdo nacional de qualidade.

Leia mais no Conteúdo Zero