Resenha: Game of Thrones S07 EP03 “The Queen’s Justice“

Compartilhe

 

Game of Thrones vem se aproximando da sua metade e a guerra  pelo trono se torna mais complexa e sangrenta.

Sansa reencontra Bran e Jorah Mormont é curado por Sam
Enquanto Jon estava em Pedra do Dragão, Sansa ficou como a pessoa responsável por Winterfell e mostrou cuidar muito bem do local, mesmo com Mindinho a espreita.
Logo após foi surpreendida com a chegada de Bran e protagonizaram um encontro frio em todos os sentidos. Fica agora a expectativa do encontro entre Bran e Jon e a revelação de Bran para o agora rei do norte. Neste terceiro episódio tivemos também Sam curando Sor Jorah Mormont do Escamagris e fazendo nascer uma amizade bem legal entre os dois, Já que Sam foi contra todos e cuidou de Jorah, que irá voltar para encontrar sua amada rainha.

Gelo e Fogo
O episódio contou com o esperado encontro entre Daenerys e Jon Snow.
Com sua agora habitual arrogância, Daenerys quase que intimou Jon Snow a se curvar e ali ficaram durante um bom tempo em um cabo de guerra tenso, com as participações especias de Tyrion e Davos.
Não gosto da forma arrogante que Daenerys tem se mostrado, querendo passar uma imagem de rainha forte e poderosa,  tivemos uma mudança repentina que acabou descaracterizando a personagem, que hoje parece só querer mostrar sua autoridade para todos os lados.
Por fim, acabou não acreditando tanto na história de Jon sobre os caminhantes brancos e deixou para que conversassem depois, adiando a conversa para receber uma mensagem trazida por Varys.
A mensagem não era nada boa, naquele instante ficava sabendo que acabara de perder um aliado, Yara foi derrotada por seu tio Euron e capturada junto com Ellaria Sand e sua filha Tyene.
Por fim, Dany permitiu que Jon extraísse vidro de dragão de Pedra do dragão, seguindo os conselhos de Tyrion, Aliás, Jon havia ”esquecido” dessa questão o que ficou bem estranho, precisou que Tyrion lhe fizesse lembrar uma das principais razões para o encontro.

resenha got conteudo zero

O presente de Euron Greyjoy
Euron chega a Porto Real caminhando pelas ruas arrastando seus presentes por entre a multidão furiosa, chegando ao salão se vangloria ao entregar Ellaria Sand e Tyene a Cersei e deixa Jaime louco de raiva com suas provocações e piadas idiotas sobre a rainha, gosto do personagem, com seu tom irônico e provocador, vem sendo um ótimo aliado para Cersei.
Cersei conseguiu sua vingança da melhor forma possível, aproveitou-se do mesmo método usado por Ellaria para matar Myrcella e com o beijo da morte, condenou sua inimiga a ver sua filha favorita apodrecer em uma cela escura, bem na sua frente.

A segunda derrota
O momento da série que mais tem gerado discussões pela internet, a batalha dos Imaculados contra os Lannisters na invasão ao Rochedo Casterly, com uma introdução bem legal de Tyrion especificando o local  e mostrando uma entrada secreta que daria uma vitória fácil para o exército da rainha Targaryen, o que realmente aconteceu, porém…
Logo vimos que a frota de Euron destruiu todos os navios que lá estavam, prendendo o exército de Dany no Rochedo sem comida e mantimentos, ao mesmo tempo que Jaime chegava em Jardim de Cima e  tomava o Castelo com tranquilidade.
O visual dos locais tem causado bastante discussão nas redes sociais, muito diferente do idealizado nos livros, principalmente Jardim de cima deixou muitos fãs desapontados.
Tido como uma dos mais belos castelos de todos os Sete Reinos, com pomares, prados e campos de flores , incluindo o símbolo da casa Tyrell que são as rosas douradas da Campina.
Além disso a facilidade com que o Exército Lannister obteve a vitória com direito a ”piadinha” com Olenna, também não caiu muito no gosto do público.

Jardim de Cima como nos livros
Jardim de cima mostrado na série

 

A revelação de Olenna
Após tomar Jardim de cima, Jaime encontrou com Olenna sentada e dali começaram uma irônica e cordial conversa, Jaime com um misto de respeito e gentileza, ofereceu a Olenna um veneno para que tivesse um morte rápida e sem dor.  A Tyrell agradecida tratou logo de beber todo o veneno do frasco e voltou a conversar com Jaime, uma conversa que Jaime com certeza jamais irá esquecer.
Olenna com toda calma do mundo, confessou ser a pessoa por trás da morte do seu filho Joffrey e de forma fria e um tanto sarcástica, começou a detalhar o efeito bizarro do veneno que fez Joffrey tomar.
Jaime ficou visivelmente transtornado e a Tyrell ainda acabou mandando Jaime contar seu relato para Cersei, simplesmente sensacional.

O terceiro episódio de Game of Thrones mostrou mais uma vez a importância dos Lannisters para fazer com que a série seja menos previsível, a medida que vamos avançando a guerra vai se afunilando e teorias(ou torcidas ) como ”Jonerys” vão ganhando corpo, tal qual uma novela em que o primeiro contato não é dos melhores, mas que indicam algumas coisas em comum, fazendo com que se entendam e se respeitem por sofrimentos passados e arrumando o terreno para que se aproximem e se juntem da forma mais previsível, sem graça e chata possível, mas que levará fãs a loucura, uma pena…

 Confira nossa galeria de imagens do terceiro episódio de Game of Thrones “The Queen’s Justice“

 

 

 

Leia mais no Conteúdo Zero